Fundos Imobiliários

Fundo de Tijolo: saiba o que é e como investir nesse ativo imobiliário

Fundo de Tijolo: saiba o que é e como investir nesse ativo imobiliário

No Brasil, é notória a importância que as pessoas enxergam em imóveis, porém, são um tipo de investimento dispendioso. Uma resposta alternativa com várias vantagens e menos dores de cabeça com gestão de propriedades é o fundo de tijolo.

O fundo de tijolo é um FII (Fundo Imobiliário) que tem como foco de investimento imóveis físicos como shoppings center, galpões logísticos e lajes corporativas.

O que é fundo de tijolo?

O fundo imobiliário de tijolo tem como característica investir em imóveis físicos. No entanto, apesar de ser um ativo imobiliário e possuir pouca exposição à volatilidade, o FII em questão é considerado um investimento de renda variável.

Isso o torna um produto financeiro atrativo para aqueles investidores mais moderados que desejam receber bons dividendos.

Tipos de fundos de tijolo

Os principais imóveis em fundos são:

  • Lajes corporativas;
  • Shoppings;
  • Galpões logísticos;
  • Supermercados;
  • Setor educacional;
  • Hospitais;
  • Agências bancárias;

Vale a pena estudar a aplicabilidade deles na sua carteira, já que cada um desses imóveis possui características diferentes para distintas estratégias.

Tipos de fundos imobiliários

A informação certa acerca dos fundos disponíveis no mercado são ponto essencial para a carteira do investidor, seja ele iniciante ou experiente.

Dessa forma, os principais fundos de investimentos são:

Como funciona o fundo de tijolo

Fundo de tijolo: homens trabalhando na fundação de um imóvel.

Os fundos funcionam como uma espécie de conjunto de investidores imobiliários.

Nesse ajuntamento, eles compram e/ou constroem imóveis do mesmo ou de diferentes setores para obtenção de lucro através de aluguéis ou de valorização e posterior venda.

Nos FIIs, existe um administrador e um gestor. A estratégia e tomada de ação do fundo é feita por eles.

O fundo de tijolo distribui as chamadas cotas para atrair investidores e assim, melhorar o portifólio de imóveis. Essas melhorias podem ser reformas pequenas ou retrofit, compra ou construção de novos imóveis.

Diferença entre fundo de papel e fundo de tijolo

Enquanto vemos um fundo focado em imóveis físicos, ao passo que existe o fundo de papel, que possui foco voltado para os títulos imobiliários, naturalmente surge a questão sobre qual seria mais vantajoso.

E afinal, existe algum “melhor” do que o outro?

Veremos aqui quais são as principais diferenças entre cada um dos tipos de FIIs:

As características do fundo de tijolo:

  1. Valorização de imóveis;
  2. Baixa volatilidade;
  3. Risco de vacância.

As características do fundo de papel:

  1. Diversificação do ativo;
  2. Negociação de títulos;
  3. Risco ao crédito.

É importante lembrar de que nossas escolhas de ativos precisam ser pautadas pela estratégia adotada. Bem como aprender mais sobre as possibilidades que os fundos imobiliários nos oferecem é um ato de sensatez e de sucesso.

Vale ressaltar que, embora haja diferenças entre os dois tipos de fundo, ambos são bons investimentos.

Como escolher um fundo de tijolo?

Fundo de Tijolo: executivos parados na calçada e analisando documentos. Parede de tijolos atrás.

Vimos que investir em fundos de tijolo traz diversos benefícios para o investidor, como baixa volatilidade e valorização dos imóveis com o passar do tempo, além de outros, como receber aluguel mensal referente as cotas adquiridas.

Agora que passamos a conhecer melhor o que é um fundo de tijolo e suas características que tal iniciar os investimentos?

Para escolher bem é necessário analisar alguns pontos em imóveis que fazem parte do portfólio do fundo.

Os aspectos a serem observados são:

  • Gestão do fundo – as pessoas que administram e gerem os recursos e imóveis;
  • Localização dos Imóveis do fundo;
  • Qualidade dos imóveis;
  • Quantidade de imóveis;
  • Índice de Vacância – inquilinos vivendo ou trabalhando;
  • Tipo do imóvel – shopping center, prédios empresariais, residências;
  • Dividend yield;
  • Duração do contrato.

Ao analisar essas informações de maneira correta, os fundos que estão sendo visados te trarão bons proventos.

Considerações finais

Os fundos de tijolos se destacam entre os outros produtos imobiliários disponíveis no mercado devido a seu foco de investimento e outras características.

Para investidores que desejam adquirir imóveis para receberem renda passiva, não possuem tantos recursos ou não querem preocupar-se com administração da propriedade, sem dúvidas, o fundo de tijolo é uma opção excelente.

Jacinto Neto
Jacinto Neto
Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também