Mercado Financeiro

Fundo cambial: conheça essa modalidade de investimento

Fundo cambial: conheça essa modalidade de investimento

O fundo cambial faz parte de uma modalidade de investimentos que possuem algumas características semelhantes aos outros fundos de investimentos, como imobiliário, tijolos, ações, entre outros. 

As vantagens do fundo cambial estão atreladas às moedas estrangeiras e possibilidade de variar a carteira de ativos aumentando a rentabilidade. 

Além disso, há diversas vantagens e formas de investir nesses fundos, prossiga a leitura e descubra mais sobre os fundos cambiais.

Fundo cambial: O que são?

Fundos cambiais são um tipo de fundos de investimentos que possuem o foco em ativos ligados a moedas estrangeiras. 

É uma ótima forma de proteger o seu patrimônio com flutuações positivas de moedas fortes, devido a variação de preço entre as moedas obtém-se o lucro a partir da compra e venda das mesmas.

Dessa forma, esse tipo de investimento se torna atrativo para as pessoas que desejam se livrar dos perigos da inflação.

Isso porque uma moeda com poder de compra baixo afeta diretamente o patrimônio de quem nela investe. Além de estar altamente influenciada pela inflação, ou seja, quanto maior a inflação menor fica o poder de compra. 

Como o fundo cambial funciona?

Sua forma de investimento é através de cotas, sendo relativamente simples o poder de compra e venda, entretanto cada fundo irá possuir regras de aplicação e tributação. A maior dica é ficar atento nessas duas informações antes de realizar o aporte financeiro. 

O fundo cambial é considerado um fundo aberto de investimento, ou seja, poderá ser feito o resgate do capital a qualquer momento. 

O imposto para esse tipo de investimento varia de 22,5% a 15%, considerando que seguem a progressividade da tabela do IR.

É permitido realizar a compra de mais cotas, não há valor ou quantidade específica de investimentos. Portanto, assim como o resgate, o aporte poderá ser feito a qualquer momento.

Quais ativos fazem parte dessa modalidade?

Dentro da carteira de investimentos, os fundos cambiais podem ser investidos diretamente nas moedas ou por meio de derivativos. Por exemplo, a taxa de juros.

Esses derivativos são interessantes para a própria proteção da carteira contra variações naturais do mercado e para obter outras formas de ganho.

Desmitificando esses fundos ligados a outros câmbios, realiza-se o investimento com a compra de títulos emitidos por bancos atrelados às moedas.

Além de participarem outros tipos de fundos dentro dessa modalidade, ou seja, há diversificação dos investimentos incluindo propostas mais conservadoras como os fundos de renda fixa, prefixados ou indexados pela Selic e/ou CDI

Portanto, para quem encaixa o fundo cambial na sua carteira de ativos, é importante conhecer exatamente o tipo da moeda, a valorização no mercado, estabilidade da cotação e atrelar às suas estratégias financeiras.

Jacinto Neto
Jacinto Neto Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também