Fundos Imobiliários

Entenda as cotas de fundos de investimentos

Entenda as cotas de fundos de investimentos

Utiliza-se a palavra “cotas” em muitos contextos. No que tange ao mercado financeiro, refere-se especificamente aos fundos de investimento. Isso porque elas representam uma pequena parte da aplicação financeira.

Sempre que um investidor aplica seu dinheiro nessa modalidade, ele adquire uma ou mais cotas. Por isso, é fundamental entender como elas funcionam. Afinal, é a partir delas que será possível obter algum rendimento.

Neste post, vamos explicar melhor o que são essas pequenas frações. Além disso, mostraremos por que são importantes. Entenda!

O que são cotas de fundos de investimento?

Primeiramente, as cotas representam uma fração do patrimônio de um fundo. Elas são negociadas aos investidores. Por isso, elas têm relação direta com a rentabilidade obtida.

Seu valor é definido pelo seguinte cálculo: patrimônio líquido do fundo dividido pela quantidade de cotas. Apesar disso, há oscilação de preços, a depender de vários fatores.

De toda forma, a aplicação de recursos gera um total proporcional de frações do fundo de investimento. Por exemplo, cada uma delas custa R$ 20 e foram aplicados R$ 20.000. Nesse caso, o investidor receberá 1.000 unidades.

É importante deixar claro que o valor das cotas é administrado por um gestor. Ele aplica o montante em ativos, de acordo com a política de investimento.

Por exemplo, em fundos de ações, 80% ou mais são alocados nesse investimento da renda variável. O restante é aplicado em outras modalidades.

O rendimento dos ativos é equivalente à rentabilidade do investidor. Afinal, ele não detém os títulos propriamente ditos. Ele possui apenas as cotas.

Como saber qual foi o rendimento?

O cálculo da rentabilidade depende de saber qual é o preço atual da cota e a quantia aplicada por unidade. Dessa maneira, a diferença deve ser multiplicada pelo total de unidades disponível na carteira.

Por exemplo, você fez a compra por R$ 20. Hoje, cada fração vale R$ 25. Então, o lucro é de R$ 5 por unidade. Como você tem 100 cotas desse tipo, obtém um retorno de R$ 500.

Apesar de ser um cálculo simples, o investidor não precisa realizá-lo. O próprio administrador do fundo tem essa responsabilidade. Inclusive, ele divulga o valor da cota e o rendimento todos os dias.

Ainda que o valor mude, a quantidade sempre se mantém. Ela somente se modifica nas seguintes situações:

Calculadora, uns blocos de madeira e uma lupa estão sobre uma mesa para sinalizar o cálculo de rendimento das cotas

O funcionamento do come-cotas

O come-cotas é um formato de recolhimento do Imposto de Renda específico dos fundos de investimento. Ele consiste em uma antecipação semestral equivalente a:

  • 15% para fundos de longo prazo;
  • 20% para fundos de curto prazo.

A incidência desse recolhimento acontece sempre no último dia dos meses de maio e novembro. Nessas datas, há uma redução no número de cotas, em quantidade proporcional ao imposto a ser pago.

O investidor também pode ter que pagar um tributo maior no resgate. Isso acontece quando a alíquota da tabela regressiva for maior do que a aplicada no come-cotas. Assim, é preciso fazer a diferença para evitar transtornos.

O que é o fundo de investimento em cotas?

O FIC é uma aplicação financeira que aloca o capital dos investidores em outros fundos. Ou seja, ele investe o dinheiro na mesma categoria de investimento, em vez de aplicar em ativos.

Por esse motivo, o fundo de investimento em cotas é uma alternativa para diversificar a carteira por um custo mais baixo. O restante do funcionamento é igual.

Para alcançar o objetivo esperado, os FICs alocam os recursos em outros três principais tipos de fundos:

  • de renda fixa: contém 80% ou mais de títulos da renda fixa, sejam públicos, sejam privados;
  • de ações: tem 80% ou mais em ativos da renda variável. Podem ser ações, bônus de subscrição, recibos e mais;
  • multimercado: é mais diversificado e pode ter aplicações em moedas, ações, renda fixa etc. A vantagem é a possibilidade do gestor ganhar tanto com a alta quando com a baixa do mercado — depende dos ativos e da estratégia adotada.

Assim, é fácil entender o que são as cotas. De toda forma, elas continuam sendo importantes. Isso porque têm relação com a rentabilidade e a menor parte de um fundo de investimento.

Portanto, se você quer investir em cotas, precisa considerar seu cálculo para saber se o investimento vale a pena. Assim, você tem mais segurança na hora de tomar sua decisão.

Jacinto Neto
Jacinto Neto
Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também