Mercado Financeiro

O que a B3 representa para os investidores? Entenda aqui

O que a B3 representa para os investidores? Entenda aqui

A B3 é a bolsa de valores brasileira. Essa é uma das principais instituições do mercado financeiro no País.

Normalmente, a B3 está relacionada à renda variável. No entanto, ela também tem outras atribuições. Explicaremos as principais a partir de agora. Acompanhe.

O que é B3?

A Brasil, Bolsa, Balcão (B3) é a bolsa de valores brasileiras, uma das maiores do mundo. Surgiu em 1890 com o nome de Bolsa Livre. Desde então, passou por várias reformulações. A última aconteceu em 2017.

Na época, a BM&FBovespa — que atuava com títulos e valores mobiliários, além de mercadorias e futuros — se uniu à Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos Privados (Cetip). Assim, foi possível chegar à configuração atual.

Na bolsa de valores, são negociados diferentes ativos da renda variável. Entre eles, ações, moedas estrangeiras e commodities.

Devido à B3, torna-se possível emitir ordens de compra e venda. Além disso, os investidores podem acompanhar indicador e gerenciar sua carteira de renda variável.

Histórico da B3

Para entender a B3, vale a pena saber como funcionavam as instituições que deram origem à bolsa. A primeira foi a Bovespa.

Ela começou como Bolsa Livre e mudou o nome em 1935. Apesar de ser a principal, não era a única instituições no Brasil. Em 2000, a Bovespa passou a representar todo o Brasil e integrou as outras 9 bolsas existentes naquele período.

Até hoje, a Bovespa denomina o principal indicador da renda variável, o Ibovespa. No entanto, ainda existia a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F). Essas entidades se fundiram em 2008.

Elas funcionaram até a união com a Cetip. Essa é uma sociedade sem fins lucrativos voltada para custódia, liquidação de ativos e registro de operações de ativos. Ela abrange papéis bastante comuns, como:

  • Certificado de Depósito Bancário (CDB);
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e do Agronegócio (LCA).

A Cetip também é responsável por calcular o Certificado de Depósito Interbancário (CDI). Vale mencionar que, apesar de fundidas, essas entidades continuam funcionam com suas atividades.

Regulamentação da Bolsa brasileira

A B3 sofre supervisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Tecnicamente, é uma sociedade de capital aberto.

Apesar de ter um endereço físico, funciona no ambiente digital. Por isso, todas as negociações acontecem de forma online. O sistema usado é o home broker da corretora de valores.

B3

Quais ativos formam a Brasil, Bolsa, Balcão?

O Ibovespa mensura a performance da bolsa de valores. No entanto, ela também é formada por vários ativos que não integram o índice.

Isso porque o Ibovespa é uma carteira teórica. Ou seja, é formado pelas principais ações da bolsa de valores. Esse critério é definido a partir do volume de negociação.

No total, há 65 ativos no Ibovespa. Porém, a lista é atualizada a cada quadrimestre. Já na B3, são aproximadamente 400 companhias de capital aberto. Elas atuam nos seguintes segmentos, entre outros:

  • consumo cíclico;
  • bens industriais;
  • financeiro;
  • consumo não cíclico;
  • materiais básicos;
  • petróleo, gás e biocombustíveis;
  • tecnologia da informação;
  • saúde;
  • telecomunicações;
  • utilidade pública.

A bolsa de valores B3 também negocia derivativos e ativos da renda fixa, além de outros da renda variável.

Quais são as funções da Bolsa, Brasil, Balcão (B3)?

A B3 tem uma atuação ampla. As principais são:

  • bolsa de valores: é oferecido o ambiente de negociação dos ativos. Nele, também são lançadas novas ações no mercado por meio da Oferta Pública Inicial (IPO);
  • mercado de balcão: negocia os ativos sem permissão para serem operados na bolsa de valores. Entre eles estão títulos da renda fixa, compra de venda de algumas ações, commodities e contratos de negociação futura;
  • custódia e liquidação: consiste no registro, no armazenamento e na publicação de informações relativas aos ativos negociados;
  • certificação: abrange a concessão de certificados para profissionais. Há cursos em gestão de riscos, back office, compliance empresarial e custódia e cadastro.

Quais ativos são negociados na bolsa brasileira?

A B3 opera diferentes ativos. Os principais são:

  • ações: são títulos emitidos por companhias de capital aberto. Remuneram os investidores por meio de dividendos e juros sobre capital próprio;
  • Exchange Traded Funds (ETFs), ou fundos de índice: usam metodologias predeterminadas para investir nos benchmarks, ou índices de referência;
  • fundos imobiliários (FIIs): aplicam o capital dos investidores em títulos desse segmento ou em imóveis, como shopping centers, galpões logísticos e lajes corporativas.

Quais são os índices da Bolsa, Brasil, Balcão (B3)?

O Ibovespa é o principal indicador, mas existem outros. Ele influencia toda a bolsa de valores, porque abrange os ativos das principais empresas. Os índices menores são:

  • de small caps (SMLL): considera as empresas com menor valor de mercado na B3;
  • de dividendos (IDIV): abrange as companhias com os maiores dividend yields;
  • Brasil 100 (IBrX 100): conta com as 100 ações mais negociadas;
  • Financeiro (IFIN): mostra o desempenho dos ativos do setor financeiro. É o caso de bancos, corretoras de seguros, seguradoras, holdings de investimentos e mais.

Conhecendo todas essas informações, você pode aplicar seu dinheiro nos ativos da bolsa de valores. Para isso, abra uma conta em uma corretora.

Além disso, escolha o investimento mais adequado ao seu perfil. Ao fazer esse procedimento, você aproveitará o ambiente da B3 para fazer seu patrimônio crescer.

Jacinto Neto
Jacinto Neto
Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também