Economia Internacional

Como o valor patrimonial interfere nos investimentos? Entenda!

Como o valor patrimonial interfere nos investimentos? Entenda!

No mercado financeiro, é comum os investidores analisarem o valor patrimonial das empresas de capital aberto e dos fundos de investimento. Esse indicador ajuda a entender se vale a pena aplicar o dinheiro em determinado ativo.

Mais do que ser um número contábil, o valor patrimonial permite saber se o preço das ações e das cotas está condizente com as expectativas. Assim, os investidores conseguem saber se aquele momento é o melhor para comprar ou vender os títulos.

Portanto, fica claro que esse item interfere na análise de investimentos. Neste post, vamos explicar melhor como isso acontece. Saiba mais.

O que é valor patrimonial?

O valor patrimonial é a soma dos bens que formam os ativos com redução dos passivos. Ele consiste em um indicador que mostra qual é o patrimônio de uma pessoa jurídica. Por isso, define-se como o valor contábil de uma companhia, ou seja, seu patrimônio líquido.

Por esse motivo, os investidores tendem a usar esse indicador. Ainda assim, ele tem algumas limitações. Portanto, deve ser analisado com cuidado e em conjunto com outros fatores.

Como calcular esse indicador?

Calcula-se o valor patrimonial por ação (VPA) da seguinte forma:

VPA = patrimônio líquido / total de ações emitidas

Quanto maior for o patrimônio, mais alto será o resultado obtido. Ao mesmo tempo, quanto maior o total de ações, menor o VP.

Além disso, vale a pena atentar que o patrimônio líquido consiste no ativo total menos o passivo total. Se o primeiro fator for menor do que o último, é impossível considerá-lo.

Por exemplo, a empresa X tem um patrimônio líquido de R$ 100 mil. O total de ações é de 2 mil. Assim, o resultado é de R$ 50. Portanto, esse é o preço de uma ação.

Sendo assim, o valor patrimonial (VP) nunca deve ser analisado de forma individual. Apesar de ser um fator importante para a decisão de compra ou venda de ativos, é raro que o valor da ação na bolsa de valores seja exatamente igual ao seu resultado.

Então, para que serve? Basicamente, essa informação ajuda a entender se o preço de um ativo está deflacionado ou inflacionado. Caso esteja mais alto do que deveria, é o momento de vender. Se estiver mais baixa, é a hora de comprar.

Como analisar o resultado?

cálculo do valor patrimonial deve ser analisado em conjunto com outros elementos. De toda forma, o investidor deve considerar os seguintes fatores:

  1. expectativa de resultados. Afinal, se a previsão for positiva, o VP tende a ser inferior ao valor de mercado;
  2. notas explicativa dos balanços da empresa. Ao analisá-las, é possível entender alguns dados de maneira detalhada.
  3. valor patrimonial futuro. Esse índice ajuda a entender a situação a partir das premissas históricas e do preço atual da ação.

Apesar de apresentar uma boa base, o VP ainda deve-se analisar como uma medida aproximada do valor real da companhia. Por isso, é importante avaliar outros aspectos, como o balanço patrimonial.

Também considere que o patrimônio líquido é um retrato geralmente trimestral. Portanto, é incompleto, mas, deve ser avaliado.

O que é P/VPA?

Esse indicador relaciona-se ao valor patrimonial e mostra se uma ação está cara ou barata. Ele resulta da divisão do valor de mercado da companhia pelo seu VP.

Se o resultado for inferior a 1, indica que o mercado está pessimista com o ativo. Caso ultrapasse 1, tende a sinalizar uma perspectiva positiva. Nesse caso, o mercado costuma acreditar na viabilidade do negócio.

De toda forma, o valor patrimonial apenas uma aproximação do real valor intrínseco da companhia. Dessa forma, precisa-se analisar em conjunto com outros fatores. Caso contrário, a tendência é fazer uma análise descontextualizada.

Jacinto Neto
Jacinto Neto
Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também