Finanças Pessoais

Padrão de vida: saiba o que é e como viver de acordo com sua renda

Padrão de vida: saiba o que é e como viver de acordo com sua renda

O padrão de vida define os bens, serviços e produtos que são consumidos por algum indivíduo ou grupo social. Baseia-se na relação entre nível de consumo e renda disponível a fim de manter-se adequada para cada situação financeira. 

O consumo desenfreado causa distúrbios financeiros em indivíduos que vivem acima do padrão de vida da sua renda, e é possível reverter essa situação. Veja conosco como fazer para obter um nível de satisfação de vida que caiba no seu bolso.

O que é padrão de vida?

Antes de tudo, define-se o padrão de vida pelo acesso a serviços e bens que uma pessoa consome conforme seu poder aquisitivo. É estabelecido pelo poder de compra e venda de um indivíduo, ou seja, aquilo que sua renda é capaz de proporcionar. 

Podemos dizer que o padrão de vida influencia no nível de bem estar e está atrelado ao custo de vida e contexto socioeconômico. Além disso, é individual e contextualizado, ou seja, pode variar de pessoa para pessoa.

Tipos de padrão de vida

Visto que podemos definir padrão de vida pela capacidade financeira, temos – ao menos – três “tipos” ou níveis diferentes:

Baixo

É um padrão em que proporciona o mínimo para viver, supre as necessidades básicas de moradia, lazer (normalmente gratuitos), saúde e educação públicos, saneamento e alimentação. 

Médio

Geralmente aqui se encontram as classes médias. Os indivíduos possuem casa própria ou alugada, mas em melhores condições de infraestrutura. Para além da moradia, possuem comodidades como carro, internet, plano de saúde, universidades, lazer pagos. 

Alguns indivíduos que fazem parte desse grupo já possuem certas reservas financeiras e/ou uma carteira de investimentos. 

Alto

Padrão mais luxuoso e caro, acesso a todos os bens de classe média em uma categoria superior, além de terem algumas comodidades menos corriqueiras, como viagens internacionais e itens exclusivos e/ou de marcas de grife. 

Melhorando seu padrão de vida de acordo com a renda

Para não cair no ciclo de consumir mais do que é possível pagar, preparamos algumas dicas para manter e melhorar seu padrão de vida sem causar dívidas e enforcamentos financeiros. Seguem aqui as principais orientações:

Planejamento financeiro

Ter em mente sua renda, seus gastos principais, e controlar de fato suas entradas e saídas facilitam na hora de refletir sobre e até cortar certos gastos. Veja quais são as despesas necessárias e quais podem ser reduzidas ou cortadas sem impactar na sua qualidade de vida. 

Tenha consciência nos gastos 

Mantenha em mente a seguinte “regra”: não gaste mais do que você ganha, muito menos crie dívidas para sustentar um estilo de vida superior ao que você poderia ter. 

Além disso, indica-se viver um degrau abaixo do que sua renda pode pagar. O controle financeiro começa por aqui, opte por preferencialmente deixar dinheiro sobrando a fim de acumular patrimônio. 

Invista em renda extra 

Adquirir o hábito de poupar e investir não é tão difícil como pensam. Aumentar a renda extra é um ótimo caminho para aumentar o padrão de vida. Uma dica é: assim que possível, inserir uma porcentagem do salário para investimentos, seja ele em ações, fundos de investimentos, entre outros.

Tenha investimentos de longo prazo

É importante ter em mente os planos de futuro, assim os investimentos de longo prazo trazem mais sentido para a rotina. Construir um patrimônio e uma reserva financeira, pode garantir um ótimo padrão de vida no futuro ou até mesmo manter o mesmo sem passar por situações difíceis ao longo da vida. 

Jacinto Neto
Jacinto Neto Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também