Finanças Pessoais

Guia completo: Oito dicas infalíveis para escolher os melhores fundos de investimento em 2023

Guia completo: Oito dicas infalíveis para escolher os melhores fundos de investimento em 2023
Fundos de investimento

Com a proximidade do início do ciclo de corte na taxa Selic, os fundos de investimentos ganham destaque como alternativas atraentes e seguras para investidores que desejam diversificar além da renda fixa.

Começando pelo básico: um fundo de investimento é uma forma de aplicação coletiva que reúne recursos de diversos investidores, denominados cotistas. Os recursos totais investidos pelos cotistas são alocados em diferentes ativos com o objetivo de obter rendimentos ao longo do tempo. A escolha desses ativos é realizada com base no perfil e estratégia do próprio fundo.

A administração do dinheiro é de responsabilidade do gestor do fundo, que é remunerado por meio da taxa de administração. Quando um cotista deseja resgatar sua parte, ele receberá a valorização proporcional das suas cotas de acordo com o período em que o dinheiro permaneceu investido.

Neste breve guia apresentamos dicas valiosas para ajudar você a escolher o fundo de investimento mais adequado às suas necessidades e objetivos financeiros.

1: Defina seu perfil de investidor e escolha a categoria ideal para você:

Descubra seu perfil de investidor respondendo a um questionário na corretora. Isso ajudará a identificar se você é conservador, moderado ou arrojado, direcionando-o para as categorias mais apropriadas, como fundos de renda fixa, renda variável ou multimercado.

Para o gestor de estratégia macro da AZ Quest, Gustavo Menezes, a classe multimercado é uma boa opção para investir no momento atual e é capaz de fazer uma migração segura de ativos de renda fixa para uma iniciação na renda variável.

“O cenário agora para o investidor é aumentar a parcela de fundos multimercados é muito vantajoso. É o primeiro passo para voltar para as aplicações de risco, apimentar o portfólio”, afirmou.

2: Analise a estratégia do fundo:

Verifique o tipo de estratégia e classificação de cada fundo, geralmente explicitados em seu nome e detalhados no prospecto. Fundos ativos buscam superar índices de referência, enquanto fundos indexados acompanham indicadores específicos. Escolha a estratégia alinhada aos seus objetivos.

3: Confira o histórico do fundo e o tipo de gestão:

Embora o retorno passado não garanta o futuro, analise o desempenho do fundo nos últimos três anos e compare-o com o índice de referência. Verifique a consistência da gestão para garantir que o fundo cumpre o que promete.

4: Esteja atento às taxas:

Considere as taxas de administração e, se aplicável, as de performance, que são cobradas sobre o montante investido. Avalie também a existência de taxas de saída antecipada, caso deseje resgatar as cotas antes do prazo mínimo.

5: Verifique o valor mínimo para aplicação inicial:

Alguns fundos aceitam aplicações a partir de R$ 100, enquanto outros podem requerer um montante maior. Certifique-se de que o valor mínimo de entrada esteja alinhado à sua disponibilidade financeira.

6: Preste atenção aos prazos:

Verifique o prazo de carência, que determina quando você poderá resgatar seu dinheiro após vender sua cota. Essa informação é crucial para entender a liquidez do fundo.

7: Fique atento aos impostos:

Os fundos têm tributações distintas, com alguns sendo isentos de imposto de renda. Informe-se sobre os impostos aplicáveis ao fundo antes de investir.

8: Diversifique sua carteira:

Evite concentrar seus recursos em um único tipo de fundo. A diversificação é a chave para aumentar a segurança e a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Com essas dicas, você estará mais preparado para tomar decisões inteligentes e escolher o melhor fundo de investimento, alinhando-o aos seus objetivos financeiros e perfil de risco.

Lembre-se sempre de buscar orientações de especialistas e aproveite as oportunidades que o mercado oferece para fazer seus investimentos prosperarem em 2023.

ACESSO RÁPIDO
    Allan Ravagnani
    Allan Ravagnani Jornalista com especializações em macroeconomia, finanças e ciência política. Foi editor no site Inteligência Financeira e atuou nos veículos TC Mover (Traders Club), Valor Econômico, CMA Markets, Terra e Folha de S.Paulo. Atualmente, é colaborador do Suno Notícias e do Funds..

    Leia também