Mercado Financeiro

Nota de corretagem: o que é e qual a sua utilidade?

Nota de corretagem: o que é e qual a sua utilidade?

Emitida após a compra ou venda um ativo na Bolsa de Valores, a nota de corretagem é um documento considerado muito importante para qualquer investidor.

Então, se você costuma comprar e/ ou vender ativos, não deixe de conferir este artigo e entenda tudo sobre o que é nota de corretagem, como ela funciona e para que ela serve!

O que é nota de corretagem?

A nota de corretagem é um documento emitido que costuma ser impresso pelas corretoras no mesmo dia em que um investidor realiza a compra ou venda de um ativo.

Na nota de corretagem, estão presentes todas as principais informações sobre a operação realizada, incluindo os valores financeiros, taxas e também o valor cobrado pela corretagem.

O que é a taxa de corretagem?

A taxa de corretagem, de maneira simples, é o valor cobrado pelas corretoras por operações realizadas na bolsa. Dado que as corretoras concentram em si a autorização para negociar no pregão, isso frequentemente acaba resultando em uma cobrança para os seus clientes.

Essa taxa é uma remuneração pelo serviço da corretora, que varia de acordo com cada uma, podendo ser fixa ou variável. A taxa de corretagem historicamente se mostrou uma das maiores fontes de receita das corretoras.

Mesmo assim, o valor dessa taxa não costuma ser alto: a maioria das corretoras têm taxas de corretagem em torno de R$1,50.

Além disso, é importante lembrar que, para os ativos de renda fixa e, em algumas corretoras, até os fundos imobiliários, não há necessidade de cobrança da taxa de corretagem.

Para que serve a nota de corretagem?

A nota de corretagem funciona como uma ferramenta de controle sobre as operações do investidor, além de se fazer importante, inclusive, na declaração de Imposto de Renda.

Além disso, outra informação importante que vem descrita no documento da nota de corretagem é algum valor que tenha sido retido ou alterado. Um exemplo são nas operações de day trade (quando o ativo é comprado e vendido no mesmo dia), onde 1% de imposto é retido.

Isso tudo é necessário para que a Receita Federal realize o cálculo correto do valor do imposto que o investidor deve pagar pelas operações realizadas, baseado diretamente no valor do ato de compra/venda.

Ter as notas de corretagem é ainda mais importante levando em consideração que qualquer pequena discrepância nos valores informados na declaração do Imposto de Renda podem levar o investidor a cair na famosa malha fina.

Jacinto Neto
Jacinto Neto Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também