Economia Internacional

Por que entender a data ex? Entenda como ela interfere no pagamento de dividendos

Por que entender a data ex? Entenda como ela interfere no pagamento de dividendos

O investimento em renda variável exige o conhecimento de alguns termos básicos. Um deles é a data ex.

Esse é o dia em que as cotas de fundos e as ações se tornam ex-dividendos. Como isso acontece? A resposta passa pelo funcionamento do processo de distribuição de lucros. Assim, a data ex interfere nos seus rendimentos.

Entenda melhor como e por que ela é aplicada. Assim, você poderá tomar decisões mais acertadas.

Afinal, o que é data ex?

A data ex representa o dia a partir do qual o investidor deixa de ter o direito de receber o pagamento de dividendos ou juros. Assim, não considera-se o ativo comprado desse dia em diante para o próximo repasse de lucros.

Essa é uma data particular, que muda para cada anúncio de dividendos. Além disso, depende da frequência da distribuição de juros e dividendos.

Por exemplo, se o repasse for anual, haverá apenas uma data ex no ano. Se for semestral, serão duas e assim por diante.

Como a data ex funciona?

Sempre que uma companhia de capital aberto ou fundo de investimentos tem lucros, a distribuição aos acionistas é aprovada pelo conselho administrativo. Com isso, define-se a data de pagamento.

Junto dela, está a data ex. Esse é o dia em que o investidor deixa de receber os lucros já na próxima rodada de pagamento.

Por exemplo, a empresa X divulga que o pagamento ocorrerá no dia 30 de novembro. Ao mesmo tempo, informam que a data ex é dia 15 de outubro.

Isso significa que todos os investidores que comprarem ações até 14 de outubro receberão os dividendos ainda em 30 de novembro. A aquisição de ativos a partir de 15 de outubro levará ao repasse de lucros somente na próxima rodada.

Vale a pena destacar que, mesmo comprando os ativos no dia 14 de outubro, o investidor terá direito a receber o retorno proporcional. Portanto, a data da compra pouco interfere para a rentabilidade.

Além disso, as ações continuam sendo negociadas depois desse limite. Contudo, são taxadas de ex-dividendos. Por isso, o investidor deixa de ter direito a receber o pagamento nesse primeiro momento.

Relógio com 5 pilhas de moedas em tamanho crescente para representar a data ex

Qual o objetivo dessa data limite?

Para entender o que é data ex, precisa-se saber que seu objetivo é evitar os investidores oportunistas. Esse termo é usado para quem compra os ativos somente para receber os dividendos. Ou seja, faz a venda das ações ou das cotas logo em seguida.

Quando isso acontece em excesso, a volatilidade do ativo aumenta. Assim, o preço aumenta muito antes do pagamento e diminui na mesma proporção após a distribuição dos proventos.

Desse modo, a data ex protege os investidores. Isso porque a limitação impede que se tenha um número muito grande de investidores aptos a receber os lucros.

Assim, esse é um instrumento para equilibrar o mercado e garantir condições mais justas. Afinal, garante que a distribuição seja feita de forma equilibrada.

Como fica a cotação na data ex-dividendos?

Como esse dia representa o primeiro sem direito a receber o pagamento de dividendo, há um ajuste na cotação do ativo. O movimento é sempre para baixo. Ou seja, há uma diminuição no valor a ser pago.

Dessa forma, a data ex começa com um novo preço de referência. Por exemplo, a ação Y foi negociada por R$ 25 até o último dia considerado para o pagamento de dividendos. A partir disso, baixou para R$ 22.

Essa diferença de R$ 3 representou uma queda de 12%. No entanto, o ajuste de dividendos foi de R$ 2. Portanto, a variação real foi de R$ 1.

Apesar desse exemplo parecer complexo, ele serve apenas para o entendimento. Isso porque as fontes de mercado fazem o ajuste automático.

Além disso, o valor dos dividendos é descontado do preço da ação devido à transferência de dinheiro. Ou seja, o capital sai da empresa para ir para o bolso dos acionistas. Portanto, a companhia passa a valer menos.

Esse processo de ajuste faz a correção do valor da empresa. Afinal, o que ela perdeu de caixa foi direcionado como dividendos para o acionistas.

Qual a diferença para a data com?

A data ex é o primeiro dia em que não há pagamento de dividendos para a compra de ações. Por sua vez, a data com é o dia imediatamente anterior. Assim, é a última oportunidade de compra para receber os dividendos.

Voltando ao exemplo anterior, a data com seria o dia 14 de outubro. Enquanto isso, a data ex é o dia 15 de outubro. Entendendo esses movimentos, é possível escolher o melhor momento de compra dos ativos.

Leia também