Finanças Corporativas

Compliance: entenda o conceito e como funciona dentro das empresas

Compliance: entenda o conceito e como funciona dentro das empresas

Em geral, a compliance (também chamada de conformidade) consiste em as empresas implantarem procedimentos preventivos que lhes permitam evitar a exposição a riscos relacionados à não conformidade com os regulamentos

A implementação de uma política de compliance permite que a empresa gerencie melhor os riscos e evite que ela fique exposta a riscos financeiros e reputacionais.

O que é compliance?

O termo compliance origina do verbo em inglês ‘’to comply’’ que exprime uma ação de agir de acordo com regras e ordens. No meio empresarial significa a integridade corporativa, ou seja, ter todos os colaboradores envolvidos no cumprimento das regras. 

Estar de acordo com as regras e constituir uma ordem deve fazer parte da governança corporativa, podendo envolver leis trabalhistas, fiscais, regulatórias e de concorrência. 

Todo esforço colocado no cumprimento das normas trará uma eficiência nos processos da empresa e consequentemente melhorará a qualidade de produtos, serviços e negociações. 

Um verdadeiro compromisso ético

Este processo ético parte de uma abordagem global das empresas que desejam incluir a condução de seus negócios em uma abordagem ética e responsável.

Cada vez mais empresas estão se comprometendo com essa abordagem global e buscando consistência ética, tanto com seus funcionários quanto com seus clientes. 

Sendo assim, pode até se tornar um argumento de competitividade ou diferenciação. Por outro lado, o desrespeito às regras pode ter um custo reputacional significativo. Uma empresa penalizada pode sofrer as consequências por meio de uma imagem degradada com seus clientes, funcionários ou público em geral.

Compliance nos negócios corporativos

Em suma, estes procedimentos reúnem todos os processos destinados a garantir que uma empresa, seus gestores e seus colaboradores cumpram as normas legais e éticas.

O compliance officer tem assim o cuidado de proteger a sua empresa dos riscos financeiros, jurídicos e reputacionais que a organização incorre quando não respeita as leis, regulamentos, convenções, ou simplesmente uma determinada ética ou deontologia. 

Compliance nos investimentos

É importante ressaltar que o compliance de uma empresa influenciará diretamente no mercado de investimentos, ou seja, o compliance pode influenciar direta ou indiretamente o valuation de uma empresa.

A confiança que a empresa passa através da sua integridade cria uma base que sustenta a quantidade e qualidade dos acordos de negócios. 

De fato, quando uma empresa é posta em causa. As consequências são simultaneamente financeiras, comerciais e humanas. Assim, a empresa pode sofrer com a reputação que lhe é atribuída, pois uma imagem manchada dificulta o acesso ao financiamento.

Um movimento de moralização e transparência iniciado pela revelação de escândalos financeiros têm destacado a importância de monitorar e regular o comportamento, a fim de proteger os usuários, mas também o mundo dos negócios através da compliance.

Jacinto Neto
Jacinto Neto Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também