Mercado Financeiro

Proventos: entenda o que são e como lucrar com eles

Proventos: entenda o que são e como lucrar com eles

Os acionistas de uma empresa têm direito a receber certos benefícios, chamados proventos. Mas você sabe o que são eles e como recebê-los?

Continue a leitura e conheça tudo o que você precisa saber sobre os proventos e como lucrar com esse tipo de rendimento!

O que são os proventos?

Quem investe em renda variável sabe que, em alguns casos, pode se tornar difícil e demorado contar apenas com a valorização dos papéis.

Por isso, existem outras formas de lucrar com ações, como com a distribuição de proventos realizada pelas empresas.

Os proventos são benefícios que as empresas distribuem aos acionistas, e podem ser em dinheiro ou em forma de emissão de novas ações. Assim, além de se tornarem importantes para o lucro dos investidores, ainda geram maior participação no crescimento da empresa.

Geralmente, são as empresas de capital aberto que realizam esta distribuição. Sendo assim, se você investe em uma companhia aberta, provavelmente receberá proventos mais cedo ou mais tarde.

Tipos de proventos

Quando se trata destes benefícios, é importante lembrar que existem vários tipos de proventos. Veja:

  1. Bonificação

Um pagamento extra que acontece quando a empresa acha interessante distribuir as reservas montadas com o lucro acumulado ao longo do tempo. A bonificação de ações pode ser entregue aos investidores em dinheiro ou em forma de novas ações.

  1. Juros sobre capital próprio – JCP

Funciona como uma forma de juros paga aos acionistas sobre o dinheiro investido na empresa, que o distribui quando tem um lucro previsível pela frente. Esta modalidade é considerada como uma despesa, o que ajuda a empresa a pagar menos impostos.

  1. Dividendos

Assim como os juros sobre capital próprio, os dividendos representam a distribuição de uma parte do lucro líquido da empresa.

Com os dividendos, cada investidor recebe um valor proporcional ao tipo e número de ações que a empresa tem.

Entretanto, uma empresa que está passando por uma situação financeira complicada pode deixar de pagar até mesmo os dividendos “obrigatórios”.

Isso é permitido e, então, os valores que seriam distribuídos se tornam reservas especiais e podem ser entregues aos acionistas mais tarde se não precisarem ser usados.

  1. Direitos de subscrição

Quando uma empresa emite novas ações, quem já investe tem direito de subscrição. Ou seja: os acionistas podem comprar prioritariamente e com o preço de emissão.

Eles podem, então, comprar ações na mesma proporção das já possuídas, caso queiram. Assim, é possível manter sua participação na empresa sem alterações.

Como funciona o pagamento dos proventos?

É importante lembrar que a forma de pagamento não é universal: este processo pode ser diferente em cada empresa e alternativa de provento.

Entretanto, os dividendos são os proventos com período de pagamento mais bem estabelecidos. Mesmo assim, ainda podem haver grandes diferenças, enquanto a bonificação e a emissão de novas ações, por exemplo, não têm tempo certo.

Você já conhecia estas formas de lucrar ainda mais investindo?

Agora você pode pesquisar sobre as suas empresas de interesse e tentar descobrir se elas disponibilizam proventos para seus acionistas.

Jacinto Neto
Jacinto Neto Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também