Mercado Financeiro

Private Banking: o que é, quais são as vantagens e como funciona?

Private Banking: o que é, quais são as vantagens e como funciona?

Os bancos comerciais e de investimento possuem uma política de fidelização chamada Private Banking para clientes de prestígio, equivalente a uma categoria de investidores qualificados, por exemplo.

O Private Banking é um fracionamento da porção de investidores dentro de um banco. Esse serviço tem como objetivo de reter os mais relevantes clientes e assim oferecer vantagens de investimento exclusivas.

Por meio dessa prática, é possível estabelecer uma relação entre cliente e instituição a fim de intercalar os interesses individuais em negócios perenes.

Private Banking: O que é?

Private banking é, em termos gerais, um serviço exclusivo que grandes bancos oferecem para investidores que possuem um grande patrimônio.

Essas vantagens variam entre instituições, mas em geral são investimentos de maior rentabilidade, investimentos exclusivos, consultoria sobre o patrimônio do cliente, crédito especial e vários outros benefícios.

Além disso, o gerente que está no private banking ou ‘’banker’’ não alerta apenas sobre investimentos, mas também sobre sucessão patrimonial, distribuição de bens, finanças diárias e tributações da carteira.

Como ter o serviço de private banking?

O acesso à essa categoria de cliente começa com um aporte de R$5 milhões em investimentos, podendo haver outras condições adicionais de acordo com cada instituição.

Normalmente, o próprio banco realiza o convite ao investidor para esse ‘’upgrade’’ como forma de fidelizar o cliente.

Entretanto, é possível obter serviços mais rentáveis e exclusivos com a contratação de gestores de recursos que participam ativamente no manejo da carteira de finanças.

O benefício é obter praticamente o mesmo serviço, com a exclusividade e dedicação, mas sem os conflitos de interesse bancário. Com o serviço dos gestores é possível ter aplicações com valores menores, mas avaliadas profissionalmente.

Vantagens de ser um cliente private banking

Os bancos que trabalham com o private banking separaram os melhores e mais restritos investimentos para clientes desse segmento, além das ofertas tradicionais como o CDB.

Dessa forma, os bancos separam seus melhores produtos para clientes private, esses normalmente restritos apenas para essa categoria de investidor.

Além dos profissionais extremamente qualificados criando relatórios e seguindo recomendações dos nomes mais altos ligados à corretora.

Desvantagens, conflitos e soluções

Mesmo com direito a investimentos restritos e exclusivos, a priori os bancos só mostram investimentos oferecidos por ele. Sendo assim a oferta pode parecer rentável sem uma análise profunda, mas é preciso tomar cuidado para no final do processo não ter uma menor rentabilidade.

Dessa forma, empresas independentes podem ser mais atrativas para os investidores. Justamente por ter o incentivo de oferecer o ativo que trará de fato a maior rentabilidade.

Visto isso, é importante se atentar nas exclusividades de um Private Banking. Se elas de fato serão vantajosas para você, a estratégia da sua carteira e seu perfil de investidor.

Jacinto Neto
Jacinto Neto Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também