Mercado Financeiro

Holding: entenda o que são e como funcionam estas empresas

Holding: entenda o que são e como funcionam estas empresas

Se você já é um investidor ou se interessa por este mercado, com certeza já viu o termo Holding em algum lugar.

Mas você sabe, de fato, o que são essas empresas tão importantes e o que elas fazem? Venha acompanhar este artigo e entenda tudo sobre o que são Holding!

Holding: o que é?

As empresas de Holding funcionam, na prática, como administradoras e gestoras de outras empresas.

Com o objetivo principal de “manter” ou “guardar”, como a tradução do termo sugere, estas empresas detêm participação em outras empresas por meio de ações, títulos ou hedge funds, por exemplo, e podem controlar suas políticas e administrações.

Holding é considerada uma sociedade com ações ordinárias que concede o direito de voto em outra empresa.

Sendo assim, as empresas de Holding são sócias majoritárias das outras empresas, podendo determinar a gestão das mesmas, que é o objetivo principal destas companhias.

Tipos de Holding

Como tantas outras modalidades de investimento no mercado financeiro, a Holding também se apresenta em diferentes formas. Veja:

  1. Pura

Modalidade de Holding que tem o único objetivo de ter participação no capital de outras empresas.

  1. Familiar

Neste caso, faz com que a empresa seja responsável por administrar e cuidar do patrimônio de uma ou mais pessoas que pertencem à mesma família.

  1. De controle

Visa deter o controle societário de outras empresas, com o objetivo de assegurar a gestão sobre o negócio.

  1. De participação

Devido aos interesses particulares, a participação deste tipo de Holding é minoritária.

  1. Administrativa

Melhora e otimiza o controle da empresa por meio das tomadas de decisão, oferecendo administração profissional.

  1. Patrimonial

Prepara e antecipa a herança de herdeiros e cônjuges. Transferindo para a Holding seus bens e direitos, o proprietário é o centro desta modalidade.

  1. Mista

Além de obter a participação no capital de outras empresas, exerce algum tipo de atividade ou serviço empresarial.

Como investir em Holding?

Apesar de ser uma operação realizada por empresas do ramo, está enganado quem pensa que Holding não é uma modalidade de investimentos.

Entretanto, antes de investir em Holding, é preciso analisar bem quais são as empresas participantes do portfólio, pois é nelas que você estará investindo.

Mesmo assim, isso também tem seu lado bom: a diminuição dos riscos. Afinal, se um investimento der errado, outra operação pode servir para compensar o dano causado.

Vale a pena investir em Holding? 

Esta modalidade de investimentos é um tanto diferenciada e pode trazer ao investidor e às empresas que a realizam uma série de vantagens. Confira algumas:

  1. Economia

Considerada a maior entre as vantagens de realizar Holding, a carga tributária reduzida gera custos muitos menores de Imposto de Renda, se comparados ao de uma pessoa física.

  1. Proteção

A realização de Holding Patrimonial, por si só, já é mais vantajosa do que um testamento, por exemplo.

Uma das provas disso é o fato que, nesta modalidade, o titular do patrimônio não precisa enfrentar o limite de doação de 50% da herança, pois a restrição de “herança necessária” não existe.

  1. Preservação

Beneficiando as empresas de Holding, a realização da modalidade oferece, através da segregação de patrimônio, a possibilidade de implantação de princípios da governança corporativa.

Aplicar estas boas práticas aumenta o valor do negócio através da transparência na gestão da empresa.

Você já conhecia estas empresas?

Mais do que investir: dependendo de suas intenções, abrir uma Holding pode ser uma ótima opção para proteger seu patrimônio e aumentar seu lucro! Conhecer a modalidade se faz fundamental para aumentar seu repertório de operações financeiras.

Jacinto Neto
Jacinto Neto Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também