Mercado Financeiro

Analista de investimento: o que faz e suas características principais

Analista de investimento: o que faz e suas características principais

Dentro do mercado financeiro existem variadas formas de investimentos, além de inúmeras opções de ativos, ações e títulos. A interpretação, análise e, especialmente, o manejo das informações relativas a esses ativos é realizada por um profissional, o analista de investimentos.

Como o nome já evidencia, o analista de investimentos é responsável pela análise de dados referente aos ativos financeiros disponíveis no mercado.

Entenda o que é um analista de investimento. O que ele faz, a diferença de uma análise fundamentalista e uma análise técnica e o que caracteriza um bom analista de investimentos.

O que é um analista de investimento?

A princípio, o profissional que oferece suporte ao investidor, auxiliando na sua tomada de decisão, levantando dados e ajustando a carteira e estratégia assim que necessário, de acordo com  o perfil do investidor.

Através de análises sobre a economia e dos mercados específicos dos ativos, o analista vai definir o que deve ser feito naquele momento para, dessa maneira, garantir uma melhor rentabilidade ao acionista.

Por exemplo, vamos imaginar que a ação de uma empresa despencou na bolsa de valores em uma semana. 

Um investidor profissional, deve saber dizer se a oscilação foi apenas derivada da volatilidade natural do mercado ou se os fundamentos do ativo mudaram e, portanto, talvez faça sentido ser executada a sua venda parcial ou total da carteira do seu cliente.

Análise fundamentalista ou técnica?

O analista de investimentos pode executar duas formas de análises e optar por uma das estratégias dentro de uma carteira de investimentos. São essas: fundamentalista e técnica.

Primeiramente, a análise fundamentalista considera o contexto geral daquela empresa, incluindo critérios subjetivos e históricos dessa. Já a técnica foca nos números atuais que aquela empresa apresenta, não considerando aspectos, por exemplo, da sua administração, projeções de projetos futuros, entre outros.

Ambas estratégias podem ter resultados positivos. O que diferencia realmente o êxito de cada uma é a competência, comprometimento e conhecimento do analista. Conhecimento este em aspectos como indicadores de inflação, instabilidade política, intervenção governamental, etc.

Características de um bom analista de investimento

Apesar dos analistas de investimento poderem diferir muito entre si, sendo a divisão entre um analista técnico e fundamentalista apenas uma das diversas do mercado, há algumas características partilhadas entre a maioria dos bons analistas.

Primeiramente, conhecimento profundo no mercado financeiro, sendo capaz de fazer boas análises alterando sua avaliação de forma contextual. Conhecimento em aspectos macroeconômicos também podem ser um grande diferencial.


Por fim, um bom analista de investimentos está em constante estudo nas principais áreas que ele atua. Acompanha as oscilações do mercado de maneira fria – sem se desesperar com quedas, nem ficar eufórico com valorizações -, realizando projeções futuras e sendo capaz de tomar decisões rápidas, se preciso.

Jacinto Neto
Jacinto Neto Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também