Mercado Financeiro

Conheça as características da ação preferencial e saiba quando investir

Conheça as características da ação preferencial e saiba quando investir

Quem pretende investir na bolsa de valores precisa saber o que é ação preferencial (PN). Esses ativos priorizam o pagamento da remuneração. Por isso, vale a pena entender como ela funciona.

Por outro lado, investir em uma ação preferencial também exige cuidados. Afinal, é um investimento de alta volatilidade e que pode ser utilizado para a geração de renda passiva.

Então, quais são as características desse ativo? Encontre a resposta neste artigo.

O que é ação preferencial?

Uma ação preferencial (PN) é aquela que traz prioridade para o pagamento da remuneração. Ela pode ser negociada na bolsa de valores, sendo identificada pelo código 4. Por exemplo, PETR4, da Petrobras.

Assim como outras ações, a PN consiste em uma parte do capital social de uma companhia. A empresa pode ter capital aberto ou fechado. Já a distribuição do lucro é feita por meio de dividendos ou juros sobre capital próprio (JCP).

Quais são as características das ações PN?

As ações preferenciais oferecem o direito prioritário de pagamento ao acionista em caso de falência do negócio. Além disso, a remuneração pode ser maior.

Isso porque a Lei das SAs determina que 25% ou mais do lucro líquido ajustado seja distribuído aos investidores de ações PN.

Além disso, essas ações tendem a apresentar mais liquidez. Assim, é mais fácil comprar e vender os ativos.

Por outro lado, elas não oferecem tag along. Esse é o mecanismo que assegura a acionistas minoritários deixarem a sociedade em caso de mudança de gestão.

Ainda vale a pena destacar que as ações preferenciais só existem no Brasil. Em mercados mais desenvolvidos, existem somente as ordinárias.

Qual a diferença entre ON e PN?

As ações preferenciais oferecem direito à prioridade no pagamento de dividendos e JCP. Esse benefício também é assegurado em caso de liquidação ou falência do negócio.

Por sua vez, as ações ordinárias (ON) são aquelas que garantem o direito ao voto nas assembleias. Apesar do investidor ter a chance de decidir os rumos da companhia, isso só acontece com um grande número de ativos na carteira.

É possível gerar renda passiva com as ações PN?

Uma ação preferencial é indicada para manter o fluxo contínuo de dividendos. No entanto, isso também acontece com os acionistas ordinários.

A diferença é que as ações PN pagam cerca de 10% a mais. Com isso, o preço desses títulos tendem a ser mais altos do que os registrados nas ONs.

Como investir em uma ação preferencial?

Para alocar seu capital nessa modalidade, é preciso ter uma conta em uma corretora de valores. A partir disso, você deve transferir seu dinheiro e escolher a ação PN no home broker.

Depois é só esperar o pagamento da remuneração, conforme o calendário divulgado pela empresa. Vale destacar que esses ativos devem representar até 50% do volume de cotas de uma companhia.

Ainda assim, é bastante fácil encontrar uma ação preferencial. Lembre-se de avaliar o desempenho histórico da empresa para tomar a decisão certa. Além disso, diversifique a carteira. Desse modo, os riscos são diminuídos e a rentabilidade é potencializada.

Jacinto Neto
Jacinto Neto
Analista CNPI e sócio do Funds Explorer
Formado em administração pública pela FGV-SP, mestre em Finanças e Controladoria pela FIPECAFI, analista CNPI e sócio do Funds Explorer. Possui experiência maior que 5 anos, trabalhando com estratégia de investimentos, planejamento e modelagem financeira, além de análise de fundos de investimento imobiliário.

Leia também